O Egito pós-Mubarak ainda ferve

Do Global Voices

Egito: Por que 8 de julho?

Tradução publicada em 11 Julho, 2011 23:38 GMT · Veja o post original [en]
Escrito porTarek Amr
Este artigo é parte de nossa cobertura especial da Revolução no Egito em 2011.

Os egípcios voltaram com força total à Praça Tahrir, o epicentro de sua revolução, mais uma vez no dia 8. Mas por que eles ainda protestam mesmo depois de sua revolução ter terminado, de Mubarak não estar mais no poder e de muitos de seus correligionários estarem atrás das grades? Bem, não é tão simples, e muitos blogueiros discutiram por que milhões de pessoas que estiveram na Praça Tahrir em janeiro estão de volta às ruas.

Colocando a deposição de Mubarak de lado, muitas das demandas de janeiro ainda não foram atendidas. Sama Singer (@Sama_Singerresumiu o que ela acredita que sejam as demandas do 8 de julho [ar] num artigo em seu blog.

حد ادنى للأجور 1200 جنيه ، وحد اقصى للأجور ، مع مراقبة الاسعار حتى تتوافق مع محدودى الدخل
المحاكمات العلنية والسريعة لمبارك واولاده ووزراءه وحاشيته الفاسدة ، وكل من افسدوا علينا الحياة السياسية
تكريم الشهداء وتعويض اهالى الشهداء ، وسرعة محاكمة قتلة الشهداء
تكريم المصابين ، وعلاجهم على نفقة الدولة ، وتعويضهم
حرمان أعضاء الحزب الوطني السابق من حق الممارسة السياسية لمدة 5 سنوات على الأقل
الافراج الفورى و التام عن كل المعتقلين السياسيين واصحاب الرأي من يوم 25 يناير وما قبلها الى يومنا هذا
الوقف الفوري للمحاكمات العسكرية للمدنيين ، واعادة محاكمة من تم محاكمتهم عسكريا من المدنيين امام محاكم مدنية
1.200 libras egípicias de salário mínimo, bem como de salário máximo, enquanto monitora-se o processo para se ter certeza de que o dinheiro vá aos bolsos dos pobres.
Julgamentos públicos e imediatos para Mubarak, seus filhos, seu regime corrupto e todos aqueles que corromperam nossa cena política.
Honras aos mártires, compensações para suas famílias e julgamentos imediatos para os responsáveis por seus assassinatos.
Honras aos feridos, compensando-os e tratando-os às custas do Estado.
Proibição aos membros do Partido Democrático Nacional de participarem de qualquer processo político por no mínimo cinco anos.
A soltura imediata dos prisioneiros políticos e daqueles presos por seus pensamentos desde do 25 de janeiro e desde antes disso, até hoje.
A cessão imediata dos julgamentos militares e a alocação dos julgados em juris civis.

Ela também escreveu sobre a limpeza das “organizações corruptas”, como a polícia, a mídia e o sistema judiciário.

Mina Naguib (@MinaNaguib90escreveu sobre notícias recentes [ar] que ele ouviu e que fizeram-no ainda mais interessado em participar.

صحيت أول إمبارح و كالعادة بشوف الأخبار و كانت الأخبار كالآتى … سوزان مبارك بتشتكى حراس قصر شرم الشيخ عشان موقفوش لجناب حرم المخلوع و هى داخلة القصر!! و تم تغيير الحرس … ثم خبر تأجيل محاكمة المتهمين بقتل الثوار و رجوعهم لوظايفهم حتى 3 سبتمبر … مبقتش عارف أعمل إيه!!
Eu estava assistindo ao noticiário alguns dias atrás e as notícias eram: Suzan Mubarak reclamava que os guardas de seu palácio em Sharm não se levantavam quando ela entrava no palácio, e eles foram trocados. Então vieram as notícias de adiamento dos julgamentos daqueles acusados de assassinar os revolucionários e de que estes estão de volta às suas posições a partir de agora e até o dia 3 de setembro. Então fiquei tão confuso que não sabia o que fazer ou dizer!

Ele então continuou:

ثم جاء اليوم خبر عن النائب العام إنه طعن على الحكم ببرائة المغربى و الفقى و غالى و فضلى …. بقيت مش عارف أتكلم خالص عشان مش فاهم هم إزاى أخدوا برائة و هل إنه طعن يبقى دة حاجة كويسة ولا دة إيه دة؟؟ يعنى هو إزاى أصلاً ياخدوا برائة من الأول؟؟ لو دول معملوش حاجة يبقى مين اللى عمل؟ أمى؟
كله كوم طبعاً و والدة الشهيد اللى إبنها التانى اللى باقلها إتحاكم عسكرى بعد القبض عليه عند مسرح البالون!
Então vieram as notícias da apelação do Promotor Geral contra a libertação de El-Maghraby, de El-Fiki Ghali e de Foudly. Isto me deixou sem palavras e sem poder entender como eles puderam ser libertos, nem sem entender se a apelação era boa ou ruim! Como pode eles terem sido libertos? Se aquelas pessoas não fizeram nada, então quem é o responsável por tudo isso? Minha mãe?
Tudo isso vem depois da mãe de um dos mártires cujo outro e único filho vivo está passando por um julgamento militar por conta dos eventos no Teatro El-Balloon alguns dias atrás.

Mohamed El-Sarty [Ar] and Ahmad Taha [Ar], por outro lado, preferiram usar a ironia e ponderaram por que as pessoas deveriam voltar a Tahrir se a polícia está agindo de maneira perfeitamente pacífica, a justiça fora servida aos mártires, a Corte Suprema das Forças Armadas julga civis em cortes militares e a polícia e os militares do antigo regime são julgados em cortes civis. Taha também compartilhou uma foto de um policial mostrando o dedo do meio aos protestantes há alguns dias.

E finalmente Assemism tem um ponto de vista diferente [ar], escrevendo sobre como, apesar de tudo isso e em sua opinião, algumas forças políticas ainda estarem usando os mártires sem um senso de patriotismo. Ele citou um amigo chamado Kareem Mounir, dizendo:

” أنا النهاردة كنت باتكلم مع أم لشهيد و كنت حاعيط ! و اللي ضايقني اكتر اني عارف انها صادقة و كل حاجة لكن للأسف الناس اللي حواليها بيستغلوها “
“Hoje, eu estava conversando com a mãe de um dos mártires e eu estava prestes a chorar. Eu estava certo de que ela estava sendo honesta no que dizia, mas infelizmente as pessoas ao redor dela a estão usando.”

Ele então comentou em cima do que o amigo dizia.

طبعاً الناس اللي حواليها .. هي بكل أسف قوى سياسية المفروض انها مسؤوله لكنها للأسف بتقوم بدور الزبالين حاليأً .. بتلم أكبر قدر من الوطنية من على الأرض و أحياناً استغلال للشهداء كمان
Com certeza aqueles ao redor dela, infelizmente, são forças políticas que deveriam ser responsáveis, porém eles agem como coletores de lixo, eles pegam o senso de patriotismo do chão e o usam tão bem quanto os mártires em seu próprio benefício.
Anúncios

Sobre Diego Moura

Jornalista com experiência em comunicação corporativa na área de mineração e assessoria de imprensa em organização pública. Um dos autores do livro-reportagem "Não foram apenas as unhas - As mulheres no inferno da ditadura". Atualmente, tem interesse em trabalhos em redação e cobertura jornalística. É autor do blog "Textos para pensar".
Esse post foi publicado em Blogosfera, Jornalismo, Mídia, Política e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s