Escorpiões na Câmara dos Deputados

Do Estadão

Na Casa do Povo, a invasão dos escorpiões

Bicho tem sido encontrado com mais frequência em corredores, frestas e gavetas da Câmara

BRASÍLIA – A Câmara dos Deputados está infestada, o veneno se espalha e ferroadas foram registradas. Escorpiões invadiram as dependências da Casa.

Corredores, frestas e gavetas transformaram-se em palco de uma desagradável surpresa para visitantes, políticos e funcionários. Nos últimos meses, os bichos escaparam dos dutos e galerias em busca de comida. O problema maior está concentrado no subsolo do Anexo III, onde escorpiões chegaram até a cair do teto para se abrigar no teclado de computadores.

Uma inusitada coleção no departamento médico da Câmara dá mostra do problema. As etiquetas dos pequenos frascos indicam: 1.º de fevereiro, banheiro feminino; 17 de janeiro, teclado de computador; 26 de janeiro, arquivo médico. “Escorpiões apareciam vez ou outra. Mas agora o problema está se tornando mais frequente”, afirmou Marco Antonio Henrique, técnico de gesso. Ao todo, a coleção reunida nos últimos anos soma 21 frascos.

Há duas semanas, ele capturou um escorpião. “O bicho é ruim até para morrer. Ficou um tempão no álcool ainda vivo”, observou. “Não colecionamos todos. Muitas vezes, as pessoas matam e jogam no lixo.”

Parte dos profissionais até mudou sua rotina: precavidos, muitos chacoalham casacos antes de vesti-los ou checam bolsos e gavetas antes de pôr a mão.

O cuidado não é exagerado. A funcionária da limpeza Marilena Cecil, de 49 anos, diz ter sido picada em dezembro, no Anexo II. “Tirei o uniforme e, quando fui pegar o sapato para ir embora, fui picada”, contou.

A assessoria de imprensa da Câmara atribuiu a maior frequência de escorpiões à dedetização ocorrida antes da posse dos deputados. Com a falta de alimentos, principalmente baratas, os escorpiões saem da toca em busca de outras presas.

A Câmara informou ter chamado a zoonose e um produto específico para combater os escorpiões foi aplicado. “Esse aumento de população é preocupante. Escorpiões não são agressivos, mas podem causar acidentes”, disse o gerente de controle de zoonose da Vigilância Ambiental do Distrito Federal, Rodrigo Menna Barreto Rodrigues.

Anúncios

Sobre Diego Moura

Jornalista com experiência em comunicação corporativa na área de mineração e assessoria de imprensa em organização pública. Um dos autores do livro-reportagem "Não foram apenas as unhas - As mulheres no inferno da ditadura". Atualmente, tem interesse em trabalhos em redação e cobertura jornalística. É autor do blog "Textos para pensar".
Esse post foi publicado em Política, Variedades e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s