O show de Truman (1998 até hoje)

Ontem eu estava passeando pelos canais de filmes, quando me deparei com “O Show de Truman” (The Truman Show – 1998). Lembrei que há algum tempo havia assistido e não tinha gostado. Resolvi ver de novo. Para quem sabe, poder realizar uma análise mais profunda, do que da primeira vez. Assisti e fiquei impressionado pelas semelhanças com nossa realidade.
Truman (interpretado por Jim Carrey) é uma pessoa diferente. Desde o momento em que nasceu ele é filmado 24 horas por dia em um show de tv, sendo que sua vida é exibida durante todos os dias. Uma prisão, já que todos os moradores da cidade em que ele vive sabem e trabalham nesse programa. O estúdio é uma cidade, montada exclusivamente para transmitir o “show”. Isso me faz refletir sobre nossa condição. Será que não podemos nos enquadrar na mesma situação de Truman? Será que não vivemos uma realidade fictícia, ou como disse o diretor e idealizador do programa de Truman: “a realidade que vivemos é a que nos é apresentada”.
Será que aquilo que é o objeto de nossa crença é verídico, ou não passa de um grande show, do qual somos personagens sem sabermos?
Anúncios

Sobre Diego Moura

Jornalista com experiência em comunicação corporativa na área de mineração e assessoria de imprensa em organização pública. Um dos autores do livro-reportagem "Não foram apenas as unhas - As mulheres no inferno da ditadura". Atualmente, tem interesse em trabalhos em redação e cobertura jornalística. É autor do blog "Textos para pensar".
Esse post foi publicado em Cotidiano, Filmes. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s