Censurado por Paulo Henrique Amorim

No site do jornalista Paulo Henrique Amorim é afirmada a EXCLUSIVA responsabilidade do mesmo para seu endereço eletrônico. Há espaço para comentários nesse site, mas a HIPOCRISIA e a falta de compromisso com a “liberdade de expressão”, tão pregada por Paulo Henrique já atingiram níveis críticos. Confesso-me muito decepcionado pela censura que sofri minutos atrás com relação a esse mesmo jornalista que afirma tanto os valores democráticos.

MEU COMENTÁRIO FOI VETADO! ISSO MESMO, VETADO! OU CENSURADO, APENAS POR EXPÔR MINHA OPINIÃO, E QUE ACREDITO SER A OPINIÃO DE MUITOS!

A notícia que comentei falava sobre a política de Obama para o Brasil, e no final, o comentário do autor:

“(*) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista”

Lendo isso, não pude deixar de comentar a falta de sentido do jornalista em afirmar que há meios sensacionalistas, sendo que a emissora para qual trabalha é um dos piores, senão pior antro de jornalismo (se é que pode ser chamado de jornalismo) SENSACIONALISTA.
Eis o comentário:

Caro Paulo Henrique Amorim, espero que de fato você leia esses comentários. Pelos meus pouco mais de 16 anos de idade, tento ter uma opinião crítica. Aprecio seu trabalho, e pelo que acompanho você é um excelente jornalista.
Essa notícia é interessante, só uma coisa me incomodou:
“jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas”
Acredito que você se refira à outras emissoras, jornais e revistas, porém na emissora em que você trabalha há jornalismo pior.
Como você chamaria o “Balanço Geral”, ou ainda Celso Zuccateli dando as notícias de acidente em cima dos feridos e com todo o sensacionalismo barato? A Globo pode ser a “personificação” da dominação, ou ainda a Veja a sujeira jornalísitica, porém acho que o maior sensacionalismo está na Rede Record. Será que ela não se enquadraria no PiG? Ou ainda que tenta manter o povo tão alienado quanto os outros meios ditos jornalísticos?

Lamentavelmente, a hipocrisia já atingiu os críticos. Para alguém que critica tanto a Veja pela manipulação da informação…Ele fez o mesmo. Apenas aquilo que não atinge os interesses dele ou do Bispo é publicado. Que ilusão a minha pensar que seria diferente…

Anúncios

Sobre Diego Moura

Jornalista com experiência em comunicação corporativa na área de mineração e assessoria de imprensa em organização pública. Um dos autores do livro-reportagem "Não foram apenas as unhas - As mulheres no inferno da ditadura". Atualmente, tem interesse em trabalhos em redação e cobertura jornalística. É autor do blog "Textos para pensar".
Esse post foi publicado em Mídia, Sobre o Blog. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Censurado por Paulo Henrique Amorim

  1. Renato Couto disse:

    Mas pense no lado bom, pelo menos você “acordou” desta ilusão e já, aos 16, eu fiquei iludido até os trinta, pelo menos…Mas me diga: Qual o cão que morde a mão de quem o alimenta?

  2. Disimo disse:

    É infelizmente a coisa se resume a isso. O cão e a mão que joga a ração.

  3. Josy Antunes disse:

    Meu caro Disimo,Voce está certo,mas voce esqueceu do Datena e da Sonia Abrão.Eles são imbativeis.Só fazem programas em cima das desgraças dos outros.Eu não estou defendendo a emissora dos bispos,aliás a tv aberta tem uma programação podre.desculpa o termo.Ainda prefiro me juntar ao meu netinho de 2anos e4 meses e assistir os desenhos da cultura.beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s