Humores e humores

2008 foi um ano que inaugurou um novo significado de programa humorístico no Brasil. Foi o ano de estréia do CQC – Custe o Que Custar, na BAND, às 22:00 de segunda-feira (foi trazido e adaptado de programas semelhantes do exterior, inclusive na Argentina) . Quando fiquei sabendo do novo programa, imaginei que fosse como o Pânico na TV, da REDETV, que já está no ar há alguns anos, e nem me interessei em assisti-lo. Já diz o ditado: “nunca julgue um livro apenas pela capa”, e nesse caso o que julguei errado foi o programa.
Com matérias inteligentes, agressivas e muito críticas o CQC galgou a posição desejada pela emissora e seus integrantes. A equipe de jornalistas, encabeçada por Marcelo Tas ilustra um estilo de programa humorístico que deveria ser adotado. Inevitavelmente há algumas piadas ou insinuações sobre sexo, porém não chegam nem perto das baixarias e absurdos exibidos em humorísticos semelhantes (mulheres quase nuas durante o programa inteiro, quase 100% das piadas e colocações com sexo explícito e poucas (ou nenhuma) críticas a políticos e outros).

O Pânico na TV, era um programa que tinha tudo para dar certo e servir para instruir, ou mesmo criticar algo sério com humor. Mas não foi isso que ocorreu, programa após programa a derrocada no nível de conteúdo era gritante. Há também pessoal competente, porém essa competência foi desperdiçada. O programa não é o culpado de tudo, a pior “vilã” é a emissora, que é dona do programa. Se estivessem fazendo algo que desagradasse os diretores, certamente não estaria mais no ar. A REDETV é condizente com o que é veiculado na sua grade de programação. Mas para uma rede que mantém programas do “naipe” de Luciana Gimenez no ar…

A BAND foi inteligente. Mesmo com programas com Márcia Goldshimit, que beiram o ridículo, tanto quanto a Luciana Gimenez, o CQC foi uma excelente tacada. Um humor divertido, e que serve ao propósito de criticar algo sério com humor.

Crítica sem baixarias, porém sem ser tedioso.

Anúncios

Sobre Diego Moura

Jornalista com experiência em comunicação corporativa na área de mineração e assessoria de imprensa em organização pública. Um dos autores do livro-reportagem "Não foram apenas as unhas - As mulheres no inferno da ditadura". Atualmente, tem interesse em trabalhos em redação e cobertura jornalística. É autor do blog "Textos para pensar".
Esse post foi publicado em Cotidiano, Mídia. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Humores e humores

  1. CQC superou as expectativas de muuuita gente. Acredito que até mesmo da concorrência, com o Pânico na tv, que aceditava não ‘ter para ninguém’ e acabou apelando através de baixarias e insinuações pornográficas EXPLICITÍSSIMAS! Infelizmente, é ISSO que dá Ibope.. mas para aqueles que possuem a cabeça no lugar, o humor inteligente do CQC supera todo, e qualquer outro programa vigente na televisão brasileira.

  2. Sinopses disse:

    Não vejo o CQC como o supra-sumo da inteligência…, em uma comparação os dois programas mencionados são duas “metralhadoras giratórias”, cada uma de seu jeito…O CQC, com seu humor “inteligente” critica tudo e todos, mas bem que poderiam começar por sua emissora, e tb pelo tipo de patrocinadores que tem, se fosse mesmo revolucionário, não iria aceitar dinheiro da indústria bélica das bebidas.O Pânico na TV é aquilo, humor escrachado, besteirol, e tudo mais, não vou dizer que não acho divertido alguns quadros, outros se tornaram enjoativos, como todo humor que tem no Brasil, aspectos sexuais??? Quais programas ou qual emissora não tem? Acho que a grande rede cultura não deve ter…Acho que criticar qualquer um é hipocrisia, afinal, quem nunca zuou algum colega chamando de bicha, ou mandando tomar naquele lugar??? Isso não é insinuação sexual??? Se quisermos mundo perfeito… vamos viver que nem o “Pequeno Príncipe” do Saint Exuperry( não sei se é assim que se escreve hehehehehe)

  3. Disimo disse:

    A questão não é a “perfeição”. Como você quer formar um país com mulheres nuas dançando em um auditório. Nada na TV é um “supra-sumo da inteligência”. Logicamente, os 2 programas obedecem interesses e não vão criticar suas emissoras. Agora, defender o “Pânico na TV”, ai sim acho que é hipocrisia. Querer formar um país com humor de baixa qualidade. Só que “zuar um colega” não vai ao ar em rede nacional todo o domingo à noite.

  4. Sinopses disse:

    Não defendi o pânico ( e mesmo se tivesse defendido não seria hipócrita, afinal faço e falo besteiras tão banais como eles fazem), apenas acho que eles tem uma proposta de humor interessante, porém, longe de venerar o CQC que também tem lances bons, porém, a zueira e o uso de palavrões vem da onde??? Deve ser algo que foi ou é divulgado, porém quem disse que a televisão forma cidadãos??? Acho que essa função, por mais indignável que seja é feita apenas pela própria criação da pessoa e pela escola… Achar que a televisão ou qualquer meio de comunicação vai deixar alguém mais consciente ou crítico é utopia, tomando por base que esses dois fatores se dão bem mais pela auto-crítica e auto-conscientização da pessoa, afinal… na tv sempre dizem que cigarro faz mal… e quantos não fumam, mesmo sabendo de todos os males? Utilizar a tv como meio de instrução… é utopia afinal o princípio básico da tv é o entretenimento, do bom ou do ruim… dependendo da visão de cada pessoa… E outra coisa… o humor de melhor qualidade que temos em nossa TV, vem la do México e ja não é produzido por mais de duas décadas…

  5. Disimo disse:

    A única coisa em que concordo com você é sobre o melhor humor que vem do México…sem dúvida!

  6. Sonia Mara disse:

    TV não forma cidadão, eu diria que emburrece, principalmente os programa que vão ao ar nos dias de hoje! Acho que os programas, de maneira geral, são vulgares, agressivos e desrespeitosos! Gosto do CQC porque tem uma pitada de inteligência, ao contrário do Pânico na TV que é vulgaridade pura. Eu colocaria Pânico na TV na mesma embalagem do big brother e o CQC junto com a grande família, esses dois últimos a gente consegue rir e não sente nojo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s